Notícias

Abertas as inscrições para o 6º Seminário de Metodologia do IBGE – SMI2017

Estão abertas as inscrições para participação no SMI2017 e para os 5 Minicursos oferecidos nesta edição. Clique aqui para fazer a sua inscrição

O tema central do seminário será CENSOS. Tema este discutido em seus diversos aspectos, na forma de Conferências, Sessões Temáticas, Minicursos, Apresentações Orais e Pôsteres. As submissões de trabalhos para as Apresentações Orais e Pôsteres, também podem ser feitas na página do evento.

Lembramos que as inscrições antecipadas são obrigatórias, inclusive para os servidores do IBGE e alunos da ENCE, e não poderão ser feitas durante o Seminário.

Os minicursos serão realizados no 1º dia do evento terão duração de 3 ou 6 horas. 

Matéria Completa

Fonte: site do IBGE

No próximo dia 18 de outubro, o Grupo de Trabalho (GT) População e História da ABEP inicia o seu VII Simpósio Nacional de História da População

O Evento ocorrerá no campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a partir das 09h00. A programação contará com apresentações de trabalhos, mesas redondas e conferências.

Com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, da Unicamp, do NEPO, do IFCH/Unicamp, da Fapesp  e da Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP).

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas online Clique aqui A programação pode ser acessada diretamente pelo site da ABEP ou pelo aplicativo para dispositivos móveis Android no link abaixo. 

 ou http://applink.com.br/gthistoria2017

Desastre de Mariana é tema de livro de alunos do Labjor/Unicamp, que será lançado no dia 18 de outubro, com debate de especialistas sobre 'Múltiplos efeitos de Mariana'

No dia 18 de outubro, às 14:30, no auditório do DGA (Diretoria Geral da Administração) da Unicamp, será lançado o livro “Vozes e silenciamentos em Mariana: crime ou desastre ambiental?”, organizado pela jornalista, professora e pesquisadora Graça Caldas e com textos de seus 35 alunos do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp.

Autores e a organizadora  do livro promovem também neste dia um debate (ver programação abaixo) sobre "Os múltiplos efeitos de Mariana",em seus aspectos ambientais, sociais, políticos, econômicos, históricos e midiáticos. A mesa-redonda será composta pelo biólogo Carlos Joly (IB/Biota-Fapesp - Unicamp), os sociólogos Roberto do Carmo (IFCH/Nepo - Unicamp) e Olga von Simson (FE/Centro de Memória - Unicamp) e o jornalista Mateus Parreiras, do jornal O Estado de Minas, premiado pela cobertura do desastre. 

No dia 5 de novembro próximo, o rompimento da barragem do Fundão da empresa de mineração Samarco,  em Bento Rodrigues, Mariana(MG), completará dois anos. O desastre ambiental considerado pelos especialistas como o maior do Brasil, deixou um saldo de 19 mortes e em suspenso a vida da comunidade local que até hoje espera por promessas não cumpridas.

Uma história para não ser esquecida

O livro, em formato digital (ou impresso sob demanda), conta a trajetória do desastre, seus antecedentes e desdobramentos. É uma história para não ser repetida ou esquecida. Foi elaborado por 35 alunos da disciplina Linguagem: Jornalismo, Ciência e Tecnologia, sob a orientação da jornalista e professora do Labjor/IEL/Unicamp, Graça Caldas. A edição final é das jornalistas Graça Caldas e Adriana Menezes, o projeto gráfico e editoração de Fabiana Bressano e a edição de fotografia de Camila Brunelli.

Com 352 páginas amplamente ilustradas, o livro, uma construção coletiva, tem sete capítulos: Meio Ambiente, Política e Economia: uma difícil equação; A vida antes da tragédia; Da água para a lama; Viagem ao epicentro; O desastre ambiental: Vozes e visibilidade; Memória e esquecimento.

O lançamento do livro contará com a presença do Coordenador do Labjor, Carlos Vogt, da coordenadora do Cocen (Coordenação de Centros e Núcleos), Ana Carolina de Moura, da Coordenadora do Nudecri (Núcleo de Desenvolvimento da Criatividade), Simone Pallone, também pesquisadora do Labjor.

PROGRAMAÇÃO:

14:30: Abertura do evento com Carlos Vogt (Coordenador do Labjor), Ana Carolina de Moura Delfim Maciel (Cocen), Simone Pallone (Nudecri/Labjor) e Graça Caldas (Labjor)

15:00: Mesa-redonda de apresentação do livro: Graça Caldas, Adriana Menezes, Fabiana Grassano e Camila Brunelli

15:20: Café

15:30: Mesa-redonda OS MÚLTIPLOS EFEITOS DE MARIANA

Efeitos ambientais: Carlos Joly (IB-Unicamp/Biota)

Efeitos sociais: Roberto do Carmo (IFCH/Nepo-Unicamp)

Efeitos de memória: Olga Von Simson (FE e Centro de Memória-Unicamp)

Efeitos na mídia: Mateus Parreiras (O Estado de Minas)

17:00 às 18h00: Debate e encerramento

Informações adicionais:

Graça Caldas: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / 19-996011389

Adriana Menezes: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. / 991124637

Na próxima semana, dia 16 de outubro, o Grupo de Trabalho (GT) Migração da ABEP inicia o seu X Encontro Nacional. O evento ocorrerá no campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, a partir das 14h00. A programação contará com apresentações de trabalhos, mesas redondas e conferências.

Com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e da Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP).

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas online Clique aqui A programação pode ser acessada diretamente pelo site da ABEP ou pelo aplicativo para dispositivos móveis Android no link abaixo. 

 

    ou    http://applink.com.br/gtmigra2017     


 

 

O Núcleo de Estudos de População “Elza Berquó” tem se dedicado há mais de três décadas a produzir conhecimento sobre estudos demográficos, tendo priorizado a população de nosso país como foco principal. O Nepo ampliou as fronteiras da demografia trabalhando com temas como saúde da população negra e demografia dos povos indígenas, mobilidade espacial da população em regiões metropolitanas, bem como questões relacionadas aos direitos sexuais e saúde reprodutiva e gênero e envelhecimento da população. Atentos aos debates clássicos e recentes das ciências humanas, os pesquisadores do Nepo têm trabalhado combinando o uso dos dados estatísticos produzidos por outras instituições e a produção de informações através de inúmeras pesquisas de campo. Este volume organizado pela Dra. Elza Berquó traz uma seleção da produção do Nepo a partir de suas diferentes linhas de pesquisa: saúde reprodutiva e sexualidade; demografia histórica; redistribuição espacial da população; população e ambiente; saúde e população; demografia e etnias; família, gênero e população. 

Matéria completa

Fonte: Editora Unicamp

 

Please publish modules in offcanvas position.