Notícias

Esta proposta pretende dar continuidade aos GTs desenvolvidos sobre a questão migratória nas Rams de 2005, 2007, 2009, 2011, 2013 e 2015 que tem agregado pesquisadores que estudam os processos migratórios em cenários e perspectivas diversas. No contexto contemporâneo, a questão migratória tem adquirido visibilidade cada vez maior devido aos crescentes conflitos envolvendo grupos migrantes em múltiplos níveis. Também registramos que os deslocamentos e mobilidades são cada vez mais fluidos e ambíguos e que o que começa com uma vigame de estudos ou de férias pode acabar se consolidando em uma migração. Por outro lado as barreiras para migrantes e refugiados nunca foram tão grandes. Contudo, as mobilidades, tanto contempor&a circ;neas quanto históricas continuam um instigante objeto de pesquisa, revelam o quanto há, ainda, para ser investigado e acenam para a complexidade de tais dinâmicas e fluxos. Este GT tem por objetivo agregar estudos e pesquisas que tenham por “objeto” os processos migratórios em suas diversas interfaces: políticas, econômicas, culturais, demográficas, históricas, lingüísticas, entre outras, buscando a troca de experiências de pesquisa de uma forma ampliada e diversificada. Além disso, pretende-se, por meio desta proposta, fortalecer a troca de experiências metodológicas, uma vez que a interdisciplinaridade e a dinâmica de tais processos têm alertado os pesquisadores sobre a constante vigilância epistemológica que deve ser exercitada nos processos de pesquisa nestes contextos de trânsitos e de circulação.

Esta proposta pretende agregar, igualmente, estudos migratórios históricos e de longa abrangência temporal que situem diferentes gerações de migrantes e seus descendentes, fato também comum em muitos dos Estados nacionais contemporâneos, especialmente na América do Sul.

Ao mesmo tempo em que a globalização econômica desnacionaliza as economias nacionais, cada vez mais a imigração renacionaliza a política. Quando está em jogo a migração internacional, o discurso em favor da abolição de controles para os fluxos de capitais, mercadorias e informações se transforma rapidamente em discurso de intervenção sobre as fronteiras e os deslocamentos populacionais. Mais do que simples processos de deslocamento espacial de populações, as migrações aparecem como questão política da maior relevância, e controlá-las se torna uma obsessão inclusive nos países com programas de aceitação de trabalhadores migrantes. Mesmo quando o trabalho destes é considerado necessário, estão em primeiro plano razões não econômicas para sua rejeição, como a intolerância à diversidade cultural, racial e étnica, o medo da criminalidade e, crescentemente, a preocupação com possíveis ameaças terroristas.

Paralelamente, no plano mais simbólico, há também uma influência de mitos nacionais e auto-imagens nas políticas de imigração, com os defensores dos imigrantes muitas vezes evocando vínculos entre identidade nacional e liberalidade com imigrantes, ou ainda remetendo ao passado de emigração dos seus próprios países.

Palavras-chave: Imigração, política migratória, etnicidade, deslocamentos populacionais, mobilidade.

Prazo para envio de resumos: até 10 de julho

Data aprovação das apresentações: até 16 de outubro.

As propostas deverão conter:

  • Título do trabalho
  • Nome do/a autor/a ou autores/as
  • Inserção acadêmica
  • Dados: email (pessoal e/ou institucional)
  • No máximo 250 palavras, com até cinco palavras-chave

Importante: tanto os resumos como as apresentações deverão ajustar-se ao formato proposto pela Revista Avá (Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social. FHyCS-UNaM) http://www.ava.unam.edu.ar/

Local: Posadas, Misiones, Argentina

Período: 04/12/2017 a 07/12/2017

Coordenadoras: Miriam de Oliveira Santos (UFRRJ- Brasil)Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.;   Marta M. Maffia  Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Debatedora: Maria Catarina Chitolina Zanini (UFSM, Brasil) Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

This cyberseminar will feature a webinar hosted by Future Earth.  The webminar summarizes the background paper, and introduces the themes being addressed by the other expert panelists. The Webinar presenters are Dr. Vegard Skirbekk of the Columbia Aging Center and the PERN coordinators, Drs. Susana Adamo and Alex de Sherbinin. 

The webinar will be held on Monday, 15 May 2017, from 14:00-15:00 UTC  (9:00 - 10:30 AM Eastern Time in US & Canada).

You do not need to register in advance, but simply join the webinar at https://futureearth.adobeconnect.com/r2walvu0s5j/ (100 person capacity).  To take part in a meeting you must have a browser, a copy of Flash® Player 13 or higher, and an Internet connection.

This Population-Environment Research Network (PERN) cyberseminar focuses on culture, belief systems, values, and the environment. The world is facing dramatic demographic shifts, and these are associated with different cultural values and belief systems that have implications for the environment. Industrialized countries face rapid aging while developing countries have large children and youth populations. These different patterns, and the cultural values and beliefs associated with them, have implications for population dynamics and how societies relate to the environment and how they are impacted by environmental changes and hazards. This relatively little studied area of the population-environment nexus is ripe for new discoveries.
Culture, belief systems and values are central to environmental decision making and behavior and to how people perceive and respond to risks and crises. Census, survey, focus group and other demographic data collection methods are central to understanding belief systems as they relate to the demographic makeup of society, including racial and ethnic groups, age and sex distribution, education attainment, and geographic factors. The cyberseminar will address a number of topics, including: (1) cultural attitudes and values as they relate to perceptions of the environment; (2) culture, belief systems, values and environmentally significant consumption patterns; (3) religious beliefs and their implications for age structure and population growth; (4) how religious and other beliefs vary by population composition; and (5) vulnerability and perceptions of risk as they relate to different demographic groups. 

Date: 15 May 2017 to 19 May 2017

More informacion: https://www.populationenvironmentresearch.org/cyberseminars

 

UNICEF works in 190 countries and territories to protect the rights of every child. UNICEF has spent 70 years working to improve the lives of children and their families. Defending children's rights throughout their lives requires a global presence, aiming to produce results and understand their effects. UNICEF believes all children have a right to survive, thrive and fulfill their potential – to the benefit of a better world.

For every child, an advocate

The Regional Adviser Social Policy for Latin America and the Caribbean reports to the Deputy Regional Director and serves as an authoritative adviser to the Regional Director, Deputy Regional Director, the Regional Management Team, 24 Country Offices and Government institutions/officials on strategies, policies, approaches, best practices and knowledge on social policy.

How can you make a difference?

  • Provide regional advisory services and technical support on strategic planning/discussion
  • Support country offices on program development and planning
  • Regional program monitoring and assessment
  • Policy advocacy, networking and partnership building
  • Innovation, knowledge management and capacity building

More information: http://jobs.unicef.org/cw/en-us/job/504449/regional-adviser-social-policy-p5-lacro-panama-city-panama-17371#.WRI3fSg7HLw.email

 

 

Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política - Grupo de Pesquisas em Economia Industrial, Trabalho e Tecnologia 

  • Economia do Desenvolvimento Sustentável
  • Economia Industrial
  • Economia de Serviços E Inovação
  • Economia da Sustentabilidade
  • Seguros e Previdência

Data: 22/05/2017 a 23/05/2017

Local: PUC-SP  - Auditório 100

Horário: Das 08:00h às 18:00h

Inscrições no local

Para maiores informações: clique aqui:

  

El objetivo del seminario es reunir estudiosos sobre proyecciones poblacionales interesados en el número, tamaño y la composición de hogares.

La propuesta es discutir las aplicaciones en el contexto latinoamericano, abordar las cuestiones conceptuales y metodológicas sobre las interconexiones entre las tendencias de los componentes demográficos y los cambios en la estructura y la composición de las familias y hogares. Construir proyecciones poblacionales y de hogares presupone conocimiento de tendencias pasadas, recientes y de escenarios futuros sobre la mortalidad, fecundidad, migración y la nupcialidad, así como el acceso a los métodos que incorporan la complejidad de las relaciones entre las dimensiones demográficas y sociales involucradas. Por estas razones, se amplían la relevancia de un seminario con foco en las especificidades de los países de América Latina.

Envío de resúmenes (hasta 1000 palabras):  31 de mayo de 2017

Data: 27 de julio de 2017

Local: Centro de Estudios de Población "Elza Berquó" (Nepo) - Departamento de Demografía (Instituto de Filosofía y Ciencias Humanas - IFCH) Universidad de Campinas (Unicamp) - Campinas - Sao Paulo / Brasil

Información:

 

No dia 20 de abril o Ministério do Meio Ambiente abriu edital (com prazo de apenas duas semanas para submissão de propostas) para a contratação de empresa para realizar o monitoramento do desmatamento na Amazônia. Mesmo com a suspensão do referido edital para "ajustes no Termo de Referência", a Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP) manifesta sua preocupação com o prejuízo que possa acarretar a privatização de uma tarefa científica tão importante para a sustentabilidade do país e a segurança nacional. Neste sentido, a ABEP apoia a abertura de um debate com a comunidade científica e sociedade brasileira sobre a conveniência e propriedade de se criarem novos sistemas de monitoramento do desmatamento na Amazônia Brasileira, tendo em vista a capacidade técnica e científica de órgãos federais e instituições acadêmicas e de pesquisa já instalada no país.


O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) já realiza de forma competente esse serviço através de diversos sistemas que, além de servirem aos propósitos governamentais, proporcionam uma das melhores e maiores séries históricas consistentes para o monitoramento da Amazônia Brasileira. O Projeto PRODES (Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite), juntamente com um conjunto de outros sistemas desenvolvidos pelo INPE (Deteção de Desmatamento em Tempo Real (DETER), da Detecção de Exploração Madereira (DETEX), da Degradação Florestal-Estado da Floresta (DEGRAD) e do Uso e Cobertura da Terra (TerraClass) vem sendo desenvolvido ao longo dos últimos 30 anos, contando com desenvolvimento científico e tecnológico brasileiros sob a responsabilidade de pesquisadores reconhecidos internacionalmente.
 

Pregão n°: 072017
http://www.mma.gov.br/component/k2/item/11008-preg%C3%A3o-072017

Projeto PRODES

http://www.obt.inpe.br/prodes/index.php

 

Diretoria ABEP

Gestão 2017-2018

Please publish modules in offcanvas position.