A tarefa da comunicação é urgente para a área de CT&I

A divulgação dos resultados de CT&I deixou de ser apenas uma obrigação”, afirma Vanderlan da Silva Bolzani, professora titular IQAr-Unesp e vice-presidente Fundunesp e da SBPC, em artigo para o Jornal da Ciência

Pesquisadores e professores da universidade brasileira sempre tiveram, de forma institucional, o compromisso de explicar à sociedade os resultados do trabalho que fazem e sua relevância. Hoje, entretanto, essa tarefa ganhou importância muito maior diante da necessidade de mostrar para a opinião pública os prejuízos do avassalador retrocesso que está em curso com os cortes do orçamento na área de CT&I.

Não se trata de um debate sobre a melhor forma de alocar recursos para ciência e tecnologia. O que está acontecendo é uma quebra unilateral de “contrato”, pois políticas estabelecidas e programadas, que envolveram muitos investimentos, estão sendo interrompidas sem diálogo e sem qualquer sensibilidade por parte do governo para as perdas que o País terá no futuro. O que está em jogo é um modelo que vem sendo gestado há décadas e chegou ao formato atual como o mais adequado para atender as necessidades do País

Registra-se hoje aqui e em outros países uma tendência de cobrança de resultados rápidos da atividade científica frente aos gastos públicos, assim como dos ganhos concretos que ela traz para a sociedade. No entanto, quando se analisa o cenário atual, algumas perguntas são inevitáveis e podem nos ajudar a enfrentar o desafio da comunicação e da divulgação científica.

Matéria completa

Fonte: Jornal da Ciência

Please publish modules in offcanvas position.