Demógrafas sugerem ação integrada de prefeituras para enfrentar desafio crescente do acolhimento de refugiados

Do mundo ao município

Um aspecto contextual relevante da questão dos imigrantes e refugiados no Brasil está no fato de que a legislação é federal, mas os municípios é que experimentam a chegada, o acolhimento e o dia a dia dessas pessoas – um desafio imenso para prefeituras e secretarias afins, no que se refere à gestão de políticas locais, ainda mais diante da tendência de que esses fluxos se tornem ainda mais diversos e crescentes. Em Campinas, por exemplo, já vivem cerca de 1.600 imigrantes e refugiados, segundo a Secretaria Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Cidadania, onde funciona o Departamento de Cidadania com seu Serviço de Apoio ao Imigrante e Refugiado, responsável por assistir os estrangeiros e cujas atividades detalharemos mais à frente.

Leia a matéria completa aqui

Please publish modules in offcanvas position.