Remessas de migrantes aumentam 51% em dez anos e tiram milhões da pobreza, diz estudo

O ganho total dos trabalhadores migrantes é estimado em 3 trilhões por ano, globalmente, dos quais aproximadamente 85% permanecem nos países de acolhimento. O resto ajuda cerca de 800 milhões de nos países de origem a deixar a pobreza. Os dados estão em um relatório inédito do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola da ONU (FIDA).

A quantidade de dinheiro que os migrantes enviam para suas famílias nos países em desenvolvimento aumentou 51% na última década – muito mais do que o aumento de 28% na emigração desses países.

Os dados são de um relatório do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola da ONU (FIDA) divulgado em junho.

O estudo inédito investiga uma tendência de dez anos na migração e nos fluxos de remessa no período entre 2007 e 2016. O valor total enviado em 2016 aos países de origem pelos migrantes é de pouco mais de 400 bilhões de dólares, estima a agência da ONU.

Leia a matéria completa

Fonte: ONU Brasil

Please publish modules in offcanvas position.