A CEDEAO quer limite de três filhos por mulher até 2030

Objetivo é reduzir para metade as maiores taxas de natalidade do mundo, dizem deputados dos países da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental.

Dirigentes políticos dos 15 países membros da CEDEAO, juntamente com a Mauritânia e o Chade, anunciaram no dia 22 de julho deste ano, que querem limitar a três o número de filhos por mulheres, a fim de reduzir para metade, até 2030, as taxas de natalidade.

"Os parlamentares da CEDEAO, Mauritânia e Chade concordaram que, até 2030, os Parlamentos devem encorajar os governos a implementar políticas para assegurar que cada mulher tem no máximo três filhos para controlar o crescimento da população”, disse o presidente do Parlamento do Burkina Faso, Salifou Diallo, numa reunião regional sobre a demografia que teve lugar no sábado, em Ouagadougou.

Mais informações

Please publish modules in offcanvas position.