Campinas Metropolitana Diversidade Socioespaciais na Virada para o Século XXI

Está disponível em formato Ebook o Livro Campinas Metropolitana Diversidade Socioespaciais na Virada para o Século XXI, dos Organizadores José Marcos Pinto da Cunha e Camila Areias Falcão.

Sobre o Livro

A diversidade socioespacial da Região Metropolitana de Campinas não passa desapercebida sequer para um observador desatento ou descuidado. Com cerca de 2,8 milhões de habitantes, a região apresenta, ao mesmo tempo, similaridades e especificidades, se comparada a outras áreas metropolitanas, tanto no que se refere aos seus desafios quanto à sua forma de estruturação territorial. Com esta publicação, busca-se lançar um olhar municipal e também metropolitano sobre as dimensões sociais, econômicas e demográficas regionais. Nesse sentido, a ideia da existência não apenas de uma região, mas de um “fato e de um cidadão metropolitano” é que rege a idealização desta obra. Mais do que um registro necessário sobre as características demográficas e socioeconômicas, o crescimento e redistribuição espacial da população, a infraestrutura habitacional e entorno dos domicílios, o que motivou a realização deste trabalho foi a possibilidade de produzir um instrumento de apoio para a elaboração de políticas públicas e discussões acerca do ordenamento territorial e dos problemas da população de uma grande metrópole. As mesmas motivações que deram origem ao produto pioneiro Campinas Metropolitana: Diversidades socioespaciais, publicado em 2007, se mantêm, muito embora agora com uma motivação adicional: trazer indicações inequívocas sobre mudanças no processo de estruturação da região nos anos 2000. Assim, com base nos dados censitários de 2000 e 2010, este novo volume atualiza os dados da primeira publicação e também traz algumas inovações na forma de apresentação e utilização dos dados. Dez anos após a elaboração do primeiro atlas, o que se observa de maneira geral são algumas alterações na dinâmica migratória, em particular no que se refere à migração externa e à manutenção de grande heterogeneidade socioespacial, porém, com uma singularidade que reflete novas realidades dos processos de crescimento e expansão de boa parte das metrópoles brasileiras. Por um lado, observa-se a continuidade do crescimento das “novas periferias” ou “periferias elitizadas” e a intensificação da homogeneidade da chamada “cordilheira da riqueza”, e, por outro, o que parece ser um progressivo crescimento da heterogeneidade socioeconômica das antigas áreas de concentração da população de baixa renda, ou seja, da “cordilheira da pobreza”. Embora propositalmente mais descritivo que analítico, este produto se mostra relevante tanto para situar os municípios no contexto regional, quanto para sugerir a consolidação de uma dinâmica socioespacial que extrapola os limites municipais, ou seja, uma realidade mais ampla na sua extensão territorial, social e até mesmo política, uma realidade metropolitana.

Mais informações:

Please publish modules in offcanvas position.