A Associação Brasileira de Estudos Populacionais (ABEP) tem o prazer de convidá-los a participar do XVIII Encontro Nacional de Estudos Populacionais, na cidade de Águas de Lindóia/SP entre os dias 19 a 23 de novembro de 2012, trazendo como tema central: “Transformações na População Brasileira: complexidades, incertezas e perspectivas
 
Esse tema propõe e estimula a reflexão sobre o significado e implicações das tendências demográficas recentes e futuras sobre a sociedade brasileira, que poderão ser mais bem compreendidas e detalhadas à luz dos dados do Censo Demográfico de 2010.
 
De um modo geral, pode-se dizer que o Censo de 2010 deverá confirmar algumas tendências demográficas vislumbradas ao longo da década, a partir das estatísticas vitais, cada vez mais completas, e das pesquisas domiciliares, mais frequentes e com conteúdos mais abrangentes. Entre essas tendências destacam-se: 1) a queda da fecundidade, cujas implicações nas mudanças da estrutura etária da população brasileira e desafios imediatos e futuros sobre várias dimensões do desenvolvimento, têm sido temas de muito debate; 2) a queda dos níveis de mortalidade, com ganhos progressivos na expectativa de vida e redução da mortalidade infantil; 3) a diminuição do volume de migrantes, ao menos em termos dos movimentos que se poderia chamar de mais longa distância (os interestaduais, por exemplo); e 4) as significativas mudanças na estrutura familiar.
 
No entanto, a “complexidade” do comportamento demográfico brasileiro precisa ser mais bem compreendida, a partir da consideração das relações entre as variáveis demográficas e suas implicações na dinâmica e estrutura da população e da relação entre demografia e sociedade; neste sentido torna-se essencial conhecer a fundo a dinâmica demográfica, suas características e, particularmente, os diferenciais sociais, econômicos e espaciais.
 
Avaliar e especificar as “incertezas” que ainda se tem sobre certas tendências demográficas e seus impactos imediatos e futuros é sem dúvida tarefa fundamental para melhor nos preparamos para os desafios vindouros. Estamos aproveitando bem as oportunidades que a dinâmica demográfica atual oferece para avanço social no país? Continuaremos com a fecundidade em queda? Há limites para os ganhos de longevidade? Estes ganhos serão acompanhados de melhorias na qualidade de vida? E a nova cara da família brasileira, que impactos tem e terá sobre nossa sociedade? Sobre as tendências migratórias atuais, qual o seu real significado, o que se pode esperar, haverá mudanças de tendências, que tipos de movimentos ganharam força e que regiões serão privilegiadas? Pode-se dizer que paralelo ao grande conhecimento que se tem sobre a demografia brasileira ainda persistem várias dúvidas, muitas delas vitais para se pensar o planejamento e políticas públicas.
 
Finalmente, discutir as “perspectivas” não apenas à luz do que virá, mas do que já está vigente e, sobretudo, como se está lidando com isso, será outra grande oportunidade oferecida pelo Encontro Nacional que está sendo organizado. Para além do conhecimento científico dos fenômenos demográficos, a ABEP preocupa-se também com os desdobramentos e contribuições que estudos e avanços interpretativos terão no sentido de se construir uma sociedade mais justa e equitativa.
 
“Transformações na População Brasileira: complexidades, incertezas e perspectivas” é um tema não apenas inspirador, mas também desafiador já que enseja não apenas muitas das próprias indagações do processo de pesquisa e reflexão, mas também um compromisso social e político. A ABEP espera que ao incentivar tais reflexões esteja inaugurando uma nova década de muitas descobertas e alternativas para o desenvolvimento social do país. Para tanto temos todo um Censo a explorar...

Ver Todos